sábado, 16 de agosto de 2014

Operação tapa buracos, quanto custa?


Dizem nos desabafos que essa é uma arte de ganhar dinheiro, asfaltar por asfaltar, o se configura um assaltar, nossos impostos, o que se aplica também às tão exaustivamente realizadas, “operação tapa buracos”, tapa sim, mas, causa efeitos contrários, visto serem feitas sem o mínimo planejamento, por isso o nome “tapa buracos”, ao invés de manutenção das vias públicas. A sena se repete, tanto no tempo, quanto no lugar, são derramadas porções de asfalto, sobre o solo, sem o preparo deste, para tal. O que explica, o faz no verão e o refaz, pós-inverno e, sempre nas mesmas ruas, como essa na imagem e, além dela, tantas outras como: A Av. Jacob, a Av. Liberdade na cafeteira, a rua santa Rita, no grande santa Rita e, a mais recente que contempla as vilas cinco irmãos e acesso à vila JK, cujo acesso à BR 010, se faz em frente a uma obra privada, é que o acesso não constou no projeto, mas, mesmo assim passou pelas comissões de competência, assim como passou e fora assinado a ordem de serviço, feita e entregue à comunidade  quadras poliesportivas, sem banheiros, estes seriam acrescidos em projetos pós-obra pronta. Ouvi não faz muito tempo a expressão “esse prefeito tem feito o milagre da multiplicação, não dos pães, mas, de asfalto!”  Ele conseguiu verba para 20km, e fez 40km, pena que só douraram um verão. Justiça seja feita, cito a grota José de Alencar, e a rua frei Epifânio, que liga a vila nova à Av. Babaçulândia, passando pela loja maçônica saindo em frente ao hospital alvorada, que foram drenadas e se encontram em fase de conclusão, estas sob a influência do vereador Hamilton Miranda.

Nenhum comentário:

Postar um comentário