quinta-feira, 5 de junho de 2014

Dizes o que queres?

 
Libertada de expressão -  Noticiar não se limita a dizer e/ou mostrar, requer saber o que, como, quando, quem, sobre o que, para quem e de que forma dizer. Liberdade e responsabilidade andam juntas, mas, há quem no afã de agradar acabe desagradando de forma que, seja questionado e quando isso ocorre, as respostas são vazias, visto que as bases para tal publicação contrariaram a lógica: da verdade e /ou dos interesses de quem? Dos fatos ou de quem financiou tal notícia ou boato? O que quer que digamos, somo passiveis de questionamento, por isso a importância da checagem na composição do texto a fim de torna-lo notícia. Olhado a nossa realidade, tantos blogs, uma pressa para o ensejo da instantaneidade tem levado e leva muitos (as) desavisados (as) a uma constante desilusão, quanto à liberdade de expressão. Informações que dizem nada ou tão somente especulativa, do tipo, divulga pra ver o que acontece. O desgaste se acentua no fazer ou não da coisa pública, uma vez que não são poucos os agentes públicos (politiqueiros (as) que financiam tal prática, o que não se aplica aos que fazem política;  a situação é cada vez mais frequente, o que significa que quem ler, ver e ou ouve, precisa atentar mais para o que os olhos veem, os ouvidos ouvem afim de  embasar no que acreditar, para só então falar, agir ou se omitir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário