quarta-feira, 12 de março de 2014

Se não respeitas....


Ancorados na ignorância há quem ostente ideias de organização e melhorias a partir de mudanças, desde que estas, não partam de si, mas, a partir do outro. "...A sociedade..falta fiscalização..." ora, que espécie de ser pensante é esta, que se recusa a pensar? a registrei enfrente uma casa lotérica, o que seria próprio para estacionar bicicletas, tem motos, a rampa de acesso, não pode ser acessada, porque o condutos estacionou o carro de um lado e outro, uma moto e, estes quando indagados, justificam o erro apontando outro, mas, cade o respeito pelo próximo? afinal cadeirantes e ciclistas não compõem o transito nosso de cada dia? Se eu não respeito, tu não respeitas, eles não respeitam, como ficaremos?
Para que se tenha um bairro, uma cidade, um estado melhor, é imprescindível que cada um(a) faça sua parte , para que o resultado se reflita na satisfação de todos. As infrações não resultam da ausência de conhecimento, mas, de experimento; conhece-se as regras, as normas, mas, não se pratica, percorre-se caminhos e/ou jornadas dependendo de ações externas que nos coíbem, quando seria bem menos desgastante se praticássemos o que aprendemos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário