segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Enquanto....


Enquanto não assumirmos as rédeas de nossa própria vida, usando nossas habilidades, no ver, analisar, no discernir, para decidir, se agir, ou não; Enquanto não compreendermos que o sim e o não, são importantes, que entre parar e, não fazer nada, há diferença; Enquanto continuarmos delegando a quem quer que seja, decisões e/ou afazeres de nossa competência, por ser mais cômodo; E, enfim, enquanto continuarmos culpando as igrejas, as escolas, os governos, a "sociedade" e a mídia, pela nossa displicência na educação e disciplina de nossos filhos, não encontraremos respostas para as perguntas de então.  Se és racional, porque não pensas? Se tens olhos e ouvidos, porque te recusas a enxergar, mesmo vendo, e porque ouves, sem escutar? Porque insistes em tão somente reproduzir, se tens habilidades para produzir? Porque teimas em afirmar ser independente, se dependes até de quem te escute? Porque julgas um feito e/ou portar-se como errado, se quando  chega a tua fez, o repetes?  O todo só o é se estiver completo, uma sociedade justa reque membros justos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário