segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Te Irritas Um Não?


Chega a ser irritante a insistência em nome da defesa do indefensável e, tem se acentuado nos últimos tempos os "insultos à inteligência humana" tudo ancorado no achismo, no relativismo e/ou até no poder de compras. Há quem, no percurso da vida, não tenha recebido " um não", por parte dos pais e, por isso acham que tudo tem que corresponder a seus anseios, mas, a realidade lhe deu sinal vermelho "um não" aí se manifesta a "fera até então presa" resultando em: Violência,  nas suas diversas formas chegando inclusive a ceifar vidas; Fomento à corrupção nos diversos organismos vivos e/ou organizações; Trato diferenciado a quem pratica tráfico: de influências, de drogas, de mercadorias, de armas, de órgãos se, de humanos e/ou de animais; E, quando pegos, esses agentes do crime são beneficiados de diversas maneiras: auxílio reclusão, alegação de menoridade, insanidade entre outros e, tudo respaldados em lei. À vítima e familiares resta também mostrar suas forças para, aliado ao jornalismo compromissado com a ética e coerência das informações cujos conteúdos ultrapassam os limites do informar e culminem no formar cidadãos e cidadãs que pensam, questionam e, recorram ao braço "incorruptível ?" dos (as) agentes da justiça, possam criar mecanismo capaz de preservar a vida. Acordemos, aprendamos a caminhar juntos, porém, sem pretender ser melhor ou pior, mas, na diferença que nos torna único, nos fortaleça em unidade sem ser indiferente ao que nos incomoda , e/ou nos segue. Esforcemo-nos em sermos agentes de transformações e compartilhemos a paz, o amor e a vida.    

Nenhum comentário:

Postar um comentário