segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Muda seu chip, vem pra....


São tantas as "vantagens" oferecidas pelas operadoras de telefonia móvel, que se não atentarmos seremos, como de fato somos lesados, quanto aos nossos direitos de consumidor (a). Compramos celular, crédito e, fazemos ligações por precisarmos, ou por sugestão de terceiros? Porque limitam o tempo de validade de créditos, se estes, nós compramos? Não seria o(a) usuário(a) quem deveria decidir quando usar, ligar?         Não faz muito tempo o STJ, dicidíra em favor das operadoras de celulares, quento essa questão e, o que me chamou a tenção foi o termo "...crédito eterno" usado por um "jornalista",que se diz, "defensor das causas justas,e a favor da comunidade", não pelo texto publicado, mas, pela curta visão quanto a temporalidade de uma recarga. Sem essa de "crédito eterno" quando se compra R$ 10, 20 ou 30 reais de crédito é para usar quando a gente precisar não segundo a sugestão temporal da operadora. Seriamos obrigados, como somos a fazer ligações mesmo que não precisemos?  não mandamos nem no que compramos, mas, aplaudimos quem nos prejudica.  Alguém poderia perguntar, mas, cadê o PROCON? Bem, pelo que sei estão espalhados pelo país e, inclusive contam com o braço das defensorias e/ou promotorias, o que não significa contar com o martelo da justiça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário